Meio ambiente, direitos humanos e sustentabilidade

  • Aflaton Castanheira Maluf

Resumo

Essa pesquisa tem como objetivo demonstrar a simbiose entre meio ambiente, Direitos Humanos e sustentabilidade. Pensar em sustentabilidade é pensar em Direitos Humanos. Portanto, os defensores e praticantes da sustentabilidade materializam Direitos Humanos. Os Direitos Humanos são universais e indivisíveis. Isto expõe uma incongruência no plano da ortodoxa organização econômica, social e política da nossa sociedade, em termos mundiais. O clássico modelo capitalista é conflitante com os Direitos Humanos. O modelo econômico deve evoluir para ações pró-Direitos Fundamentais. Os Direitos Humanos têm como missão subverter esta lógica na medida em que todos os seres humanos – e por extensão, demais seres vivos – sobre a face da Terra são portadores deles. O direito a um meio ambiente saudável, está neste rol fundamental de direitos que se possui.

Publicado
Out 23, 2009
##submission.howToCite##
CASTANHEIRA MALUF, Aflaton. Meio ambiente, direitos humanos e sustentabilidade. Revista Amagis Jurídica, [S.l.], v. 13, n. 1, p. 11-28, out. 2009. ISSN 2674-8908. Disponível em: <https://revista.amagis.com.br/index.php/amagis-juridica/article/view/263>. Acesso em: 04 mar. 2024.
Seção
Artigos